A Virgem Maria Rainha da Paz

Arte: George Ribeiro

São Benedito, 09 de junho de 2017 (SISF). O Santuário Nossa Senhora de Fátima, celebra nesta próxima terça, a segunda romaria do Centenário das Aparições de Fátima que traz o tema “Virgem Maria, Rainha da Paz” que nos remete ao apelo de Nossa Senhora a paz e a justiça na Aparição de Junho de 1917.

Acesse nossa WEB TV Maria Mãe de Deus e veja todas as celebrações em tempo real.

> Melhor ainda, acompanhe tudo pela nossa página no facebook.

Neste dia 13 será celebrada a Missa Votiva da “ Virgem Maria, Rainha da Paz”. Esta liturgia destaca Maria como a Mãe de Jesus, Príncipe da Paz. Veja a liturgia completa da missa na seqüência.

No decurso dos tempos, consolidou-se cada vez mais a veneração da Santíssima Virgem como Rainha da paz por causa da sua íntima e estreita relação com seu filho, Príncipe da paz (cf.ant entr: Is 9,6; leit I : Is 9,1-6): esta comemoração da santíssima virgem como Rainha da paz encontra-se em alguns calendários de igrejas particulares e de institutos religiosos. É digno de memória o fato do Papa Bento XV, 1917, em plena Grande Guerra, ter mandato inserir nas Ladainhas Lauretanas a invocação Rainha da Paz.

Nesta missa comemora-se a cooperação da Virgem Maria na reconciliação ou na paz entre Deus e os homens, realizada por Cristo.

No Mistério da Encarnação, por que a humilde Serva do senhor, recebendo o anúncio do Anjo Gabriel, concebeu em seu seio virginal o Príncipe da paz (Pf cf. Ev Lc 1,26-38), que nos trouxe a paz, e reconciliando consigo o céu e a terra (ant com);

No Mistério da Paixão, por que ela é a mãe fiel, que esteve de pé, junto à cruz, onde seu filho, para consumar a nossa salvação, pelo seu sangue deu a paz a todo o universo (Pf).

No Mistério de pentecostes, por que a Santíssima Virgem é rainha da paz, que, em oração com os apóstolos, esperou … o Espírito da unidade e da paz, da caridade e da alegria (Pf). Ao celebrar a memoria da Virgem Maria, Rainha da Paz, a assembleia dos fiéis pede a Deus, pela sua intercessão, que conceda a Paz à igreja e à família humana:

– O espirito de caridade: concedei … vivermos em caridade fraterna (Co); concedei-nos o espírito de caridade (Pc);

Os dons da unidade e da paz: Vos pedimos que Vos digneis conceder à vossa família os dons da unidade e da paz (So); constituirmos uma só família na paz (Co); se confirme entre nós a paz que [Cristo] nos deixou (Pc);

– a tranquilidade ao nosso tempo: concedei aos nossos tempos a desejada tranquilidade (Co).

Texto da Segunda Aparição:

Dia 13 de junho (de) 1917 – Depois de rezar o terço com   a Jacinta e o Francisco e mais pessoas que estavam presentes,  vimos  de  novo  o  reflexo  da  luz  que  se  aproximava (a que chamávamos relâmpago) e, em seguida, Nossa Senhora sobre a carrasqueira, em tudo igual a  maio.

 Lúcia – Vossemecê que me quer? – perguntei.

Nossa Senhora Quero que venhais aqui no dia 13 do mês que vem, que rezeis o terço todos os dias e que aprendam a ler. Depois direi o que quero.

 Lúcia – Pedi a cura dum  doente.

Nossa Senhora – Se se converter, curar-se-á durante o ano.

 Lúcia – Queria pedir-Lhe para nos levar para o  Céu.

Nossa Senhora – Sim; a Jacinta e o Francisco levo-os em breve. Mas tu ficas  cá  mais  algum  tempo.  Jesus  quer  servir-Se  de  ti  para Me fazer conhecer e amar. Ele quer estabelecer no mundo   a devoção a Meu Imaculado Coração.

 Lúcia – Fico cá sozinha? – perguntei, com pena.

Nossa Senhora – Não, filha. E tu sofres muito? Não desanimes. Eu nunca te deixarei. O meu Imaculado Coração será o teu refúgio e  o caminho que te conduzirá até Deus.

 Lúcia – Foi no momento em que disse estas últimas palavras que abriu as mãos e nos comunicou, pela segunda vez, o reflexo dessa luz imensa. Nela nos  víamos como  que  submergidos em Deus. A Jacinta e o Francisco parecia estarem na parte dessa luz que se elevava para o Céu e eu na que se espargia sobre a terra. À frente da palma da mão direita de Nossa Senhora, estava um coração cercado de espinhos que parecia estarem-lhe cravados. Compreendemos que era o   Imaculado  Coração de Maria, ultrajado pelos pecados  da  humanidade, que queria reparação.

Eis, Ex.mo e Rev.mo Senhor Bispo, ao que nos referíamos, quando dizíamos que Nossa Senhora nos tinha revelado um segredo em junho. Nossa Senhora não nos  mandou,  ainda desta vez, guardar segredo, mas sentíamos  que  Deus  a  isso nos movia. (p. 175-176)

Horários de Missas

 

A programação deste dia 13 se inicia às 06h30 com a primeira Missa e prossegue com as celebrações de 08h, 10h, 12h, 15h, 17h e 19h. Escolha o horário que mais se adequá ao seu dia e venha orar.

–  Confissões ao longo do dia na Capela da Misericórdia. Faça sua confissão e peregrine à Porta da Misericórdia aqui no Santuário e receba as indulgências plenárias, participando da missa, comungando e rezando pelas intenções do Santo Padre.

Neste dia 13 será celebrada a Missa Votiva da “ Virgem Maria, Rainha da Paz”. Esta liturgia destaca Maria como a Mãe de Jesus, Princípe da Paz. Veja a liturgia completa da missa na seqüência.

Liturgia da missa votiva:  A VIRGEM MARIA, RAINHA DA PAZ

ANTÍFONA DE ENTRADA

Um Menino nasceu para nós, Um Filho nos foi dado; E será chamado Príncipe da paz.

ORAÇÃO COLETA

Senhor, nosso Deus, Que, pelo vosso Filho Unigénito, Quisestes dar aos homens a abundância da vossa paz, Pela intercessão da Virgem Santa Maria, concedei aos nossos tempos a desejada tranquilidade, para constituirmos uma só família na paz e vivermos em caridade fraterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, Que é Deus convosco, na unidade do Espírito Santo.

ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS

Ao venerarmos a memória da virgem Santa Maria , Rainha da paz, nós Vos oferecemos, Senhor, este sacrifício de reconciliação e Vos pedimos que Vos digneis conceder à vossa família o dom da unidade e da paz. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, Que é Deus convosco, na unidade do Espírito Santo.

PREFÁCIO 

A Mãe de Cristo, Discípula e rainha da paz

– O Senhor esteja convosco Ele está no meio de nós.

– Corações ao alto O nosso coração está em Deus.

– Demos graças ao Senhor, nosso Deus.   É nosso dever, é nossa salvação

Senhor, Pai santo, Deus eterno e onipotente, É verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação Dar-Vos graças, sempre e em toda parte, E cantar os vossos louvores, Ao celebrarmos a memória da Virgem Santa Maria.

Ela é a vossa humilde serva, Que, recebendo o anúncio do Arcanjo Gabriel, Concebeu em seu seio virginal o príncipe da paz, Jesus Cristo, vosso Filho, nosso Senhor.

Ela é a mãe forte e fiel, Que esteve de pé, junto a cruz, Onde o seu Filho, para consumar a nossa salvação, Pelo seu Sangue deu a paz a todo o universo.

Ela é a discípula de Cristo e rainha da paz, Que, em oração com os Apóstolos, esperou a promessa do pai, o Espírito da unidade e da alegria, da paz e do amor.

Por isso, com os Anjos e os Santos, Proclamamos a vossa glória, cantando numa só voz.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO

A Virgem concebeu Cristo, Deus e homem verdadeiro. Deus trouxe-nos a paz, reconciliando consigo o céu e a terra.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO

Senhor, que nos alimentastes Com o corpo e Sangue do vosso Filho Unigênito, Ao celebrarmos a memória da Virgem Santíssima Santa Maria, Rainha da paz, concedei-nos o espírito de caridade, para que se conforme entre nós a paz que Ele próprio nos deixou. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco, na unidade do espírito Santo.

LITURGIA DA PALAVRA

PRIMEIRA LEITURA     Is 9, 1-3.5-6

O seu poder será engrandecido numa paz sem fim

Leitura do Livro do Profeta Isaías

O povo que andava nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habitavam na sombra da morte uma luz começou a brilhar.  Multiplicastes a sua alegria, aumentastes o seu contentamento. Rejubilam na vossa presença, como os que se alegram no tempo da colheita, como exultam os que repartem despojos. Vós quebrastes, como no dia de Madiã, o jugo que pesava sobre o povo, o madeiro que ele tinha sobre os ombros e o bastão do opressor. Porque um menino nasceu para nós um filho nos foi dado. Tem o poder sobre os ombros e será chamado < Conselheiro admirável, Deus forte, Pai eterno, Príncipe da Paz >. O seu poder será engrandecido numa paz sem fim, sobre o trono de Davi e sobre o seu reino, para o estabelecer e consolidar por meio do direito e da justiça, agora e para sempre. Assim o fará o Senhor do Universo. Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL:   Sl 84 (85), 9ab-10.11-12.13-14

Refrão: O Senhor anuncia a paz ao seu povo

Escutemos o que diz o Senhor: Deus fala de paz ao seu povo e aos seus fiéis. A sua salvação está perto dos que O temem e a sua glória habitará na nossa terra.

Encontram-se a misericórdia e a fidelidade, Abraçaram-se a paz e a justiça. A fidelidade vai germinar da terra e a justiça descerá do Céu.

O Senhor dará ainda o que é bom e a nossa terra produzirá os seus frutos. A justiça caminhará à sua frente e a paz seguirá os seus passos.

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO   cf. Lc 1, 28

Aleluia, Aleluia, aleluia.

Ave, Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco;

bendita sois Vós entre as mulheres.

Aleluia, Aleluia, aleluia.

EVANGELHO; Lc 1, 26-38 Reinará eternamente sobre a casa de Jacó

Proclamação do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma Virgem desposada com um homem chamado José, que era descendente de Davi. O nome da Virgem era Maria. Tendo entrado onde ela estava, disse o Anjo: << Ave cheia de graça, o Senhor está contigo>>. Ela ficou perturbada com estas palavras e pensava que saudação seria aquela. Disse-lhe o Anjo: < Não temas, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-Se-á Filho do Altíssimo. O Senhor Deus Lhe dará o trono de seu pai Davi; reinará eternamente sobre a casa de Jacó e o seu reinado não terá fim>. Maria disse ao Anjo: < Como será isto, se eu não conheço homem?>. O Anjo respondeu-lhe: < O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o Santo que vai nascer será chamado Filho de Deus. E a tua parenta Isabel concebeu também um filho na sua velhice e este é o sexto mês daquela a quem chamavam estéril; porque a Deus nada é impossível>. Maria disse então? < Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra>.

Palavra da Salvação.

 

Newsletter

Cadastre-se para receber as notícias do Santuário!