Artigos › 23/06/2014

É possível viver um relacionamento casto sem ser chamado de louco?

1111QuestãoCaro Padre Angelo,Sou uma jovem que crê em Deus. Descobri há pouco tempo “a graça do Terço” e o maravilhoso consequente estado de bem-estar que sentimos após rezá-lo. Vejo Jesus em todas as partes da minha vida, também num simples estado de alegria, sem motivo, e sei que isso depende da minha aproximação a Ele. Sou jovem, tenho muitas amizades, vivo em uma grande cidade, tem também algum rapaz que aparece e atualmente estou procurando (após várias experiências negativas), aquele certo. A pergunta é: Como uma pessoa diz, a um hipotético rapaz com o qual talvez existisse a possibilidade de iniciar uma relação séria, que “uma relacionamento físico” não é um bom início, que uma intimidade é lícita somente durante o matrimônio, ou que devemos segurar certos instintos? Obrigada

Resposta do sacerdote

Carissima,

1. É possível também hoje encontrar rapazes que querem viver a sexualidade deles segundo Deus. Certamente algumas vezes não é suficiente dizer: “basta procurar entre aqueles que vão à Igreja”. Porque a intensidade da fé varia de pessoa a pessoa.

2. Acredito que Nossa Senhora seja um válido exemplo para o seu caso. Nossa Senhora não estava simplesmente procurando um jovem que quisesse viver a sexualidade segundo Deus, mas um que compartilhasse o seu propósito de virgindade. Maria tinha entendido que o Messias não seria um homem qualquer, mas Deus que se fazia carne. Procurava portanto um jovem que compartilhasse a sua humildade e o seu propósito virginal.

3. Ela fez esta procura rezando, e o Senhor fez com que se encontrassem. Era um jovem que o Senhor há tempos estava formando. Quando chegou o momento oportuno, conheceram-se e logo cada um dos dois compartilharam perfeitamente o horizonte interior do outro.

4. Acredito que o Senhor esteja preparando um jovem para você; um que entende como compartilhar a sua vontade de viver a sexualidade segundo Deus. Faça como fez Maria: reze. Além disso, reze com ela, que é a “Mãe do belo amor e do temor, do conhecimento e da santa esperança”, (Eclo 24,24). Você verá que não se desapontará.

5. Você escreveu que descobriu há pouco tempo “a graça do Terço”. Talvez seja um primeiro sinal que o Senhor lhe deu para que compreenda a estrada certa e a persiga até o fim.

Com minha Benção
Padre Angelo

Newsletter

Cadastre-se para receber as notícias do Santuário!