FESTA DA DIVINA MISERICÓRDIA

Divina Misericórdia

 

São Benedito, 23 de abril de 2014 (SISF). O Santuário de Fátima está celebrando solenemente a OITAVA DA PÁSCOA que providencialmente é também a SEMANA DA MISERICÓRDIA, pois a novena começa na sexta da Paixão e a Festa da Divina Misericórdia se dá  no Segundo Domingo da Páscoa, ou Domingo da Divina Misericórdia. Portanto, diariamente celebramos a Santa Missa as 7h30 e a Novena e Terço da Misericórdia às 15h00.

Um dos elementos mais importantes da devoção à Divina Misericórdia presentes nas revelações de Nosso Senhor à Santa Faustina é a Festa da Misericórdia. No Diário o tema recorre em 37 números, em 16 dos quais nos deparamos com uma manifestação extraordinária de Jesus a seu respeito. Com efeito, aos 22/02/1931, uma das primeiras revelações de Jesus à Santa Faustina diz respeito à Festa da Misericórdia, que deveria ser celebrada no 2º domingo da Páscoa:

Eu desejo que haja a Festa da Misericórdia. Quero que essa Imagem, que pintarás com o pincel, seja benzida solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa, e esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia” (Diário, 49; cf. 88; 280; 299b; 458; 742; 1048; 1517).

Aqui no Santuário já temos tradição em celebrar a Festa da Divina Misericórdia, neste ano celebramos a 4 edição em tão breve história. Veja a nossa programação completa do Dia da Festa, 27 de abril:

Festa da Divina Misericórdia – Santuário Nossa Senhora de Fátima da Serra Grande.

Domingo, dia 27 de abril de 2014, Domingo da Divina Misericórdia. Participe! Encontre a Misericórdia Divina.

“A Humanidade não encontrará PAZ enquanto não se voltar, com CONFIANÇA, para a Minha Misericórdia”. (Diário, 300)

05h00 – Aurora da misericórdia – Louvores à Divina Misericórdia.
05h30 – Adoração.
06h15 – Cenáculo da Divina Misericórdia.
07h00 – Pregação: “Jesus, eu confio em vós”.
07h45 – Café Comunitário e confraternização pascal.
09h00 – Concerto em homenagem à Misericórdia Divina.
09h45 – Acolhida da Paróquia São João Paulo II.
10h00 – Missa Solene da Festa da Divina Misericórdia e Comemoração da Canonização de São João Paulo II. A santa missa será presidida pelo bispo diocesano, Dom Francisco Javier e participação especial da Paróquia São João Paulo II.
15h00 – Terço da Divina Misericórdia.
15h30 – FESTA DA DIVINA MISERICÓRDIA.

Organize sua caravana e venha celebrar conosco!

Como muita gente valoriza e vivencia bastante o tempo da Quaresma, mas não vivencia as ALEGRIAS DA PÁSCOA, prepara a festa, mas não participa dela… apresento algumas explicações práticas sobre este tempo litúrgico que estamos vivendo:

1. Celebramos o tempo da quaresma: 40 dias de preparação para o grande evento: a Páscoa, que é Passagem… Ressurreição. Passagem da morte para a vida. Vitória da vida. A vida venceu a morte. Portanto, não precisamos ter medo da morte. Ela já foi derrotada pelo autor da vida.
2. Agora estamos celebrando o Tempo Pascal: deve ser um tempo de alegria, de encanto, de exultação. Afinal, o preço da morte de Cristo foi o nosso resgate. Do contrário, estaríamos ainda na escravidão do pecado original, que é uma herança muito ruim, herdada dos nossos antepassados.
3. O tempo Pascal vai se prolongar por 7 semanas. Vai até o dia de Pentecostes: que é a descida do Espírito Santo sobre Maria, sobre os Apóstolos e, certamente, sobre muita gente que já tinham a Jesus como Senhor e Salvador.
4. A cor litúrgica será sempre o branco: força da ressurreição. Vida nova em Cristo. É a brancura da graça. De agora em diante, o que vale é a graça santificante…
5. Vocês poderão ver em todas as igrejas uma vela bem grande, perto do altar. Essa vela grande se chama Círio Pascal. Significa a presença viva do Cristo ressuscitado. É a luz maior que vai à frente dos novos filhos da Igreja: os batizados, que somos nós. (Peça diariamente a força desta luz que vem do alto. É a luz do Espírito Santo que nos dá, de presente, os sete dons. Você sabe quais são os sete dons?)
6. Os dias que transcorrem entre o Domingo da Páscoa até o domingo seguinte, se chama OITAVA PASCAL. O fato da Ressurreição de Cristo é tão profundo, tão grandioso, que a Igreja celebra liturgicamente como se fosse um único dia. É como se fosse, mesmo, o dia da Páscoa.
7. Neste Tempo Pascal as leituras Bíblicas serão todas dos Atos dos Apóstolos e do Evangelho de São João. Veremos nestas leituras como viviam as primeiras comunidades cristãs e como era o modo de fé deles. São lindas…

IMG_1242_1

Newsletter

Cadastre-se para receber as notícias do Santuário!