Notícias › 05/12/2018

Nossa vida é uma chamada de Deus, recorda o Papa em carta à Arquidiocese do Rio de Janeiro

A Arquidiocese do Rio de Janeiro deu início no último dia 1º de dezembro ao Ano Vocacional Sacerdotal, motivo pelo qual recebeu uma carta do Papa Francisco, na qual o Pontífice recorda que a vida é uma chamada de Deus.

Em sua mensagem dirigida aos “queridos irmãos cariocas”, o Santo Padre afirma querer se “unir ao clamor de cada um de vocês ao Senhor da Messe para que envie sempre mais operários para a missão nessa terra abençoada pelo Cristo Redentor”.

“Aliás, a sua estátua no alto do Corcovado, com seus abraços abertos como que num grande abraço acolhedor, nos lembra de que já a nossa vida é fruto de uma chamada de Deus: nos chamou à vida porque nos ama e tudo predispôs para que cada um de nós fosse único”.

O Ano Vocacional Sacerdotal da Arquidiocese do Rio de Janeiro tem como tema “Sacerdote, dom de Deus para a Humanidade” e lema “Eis-me aqui, Senhor” (Is 6, 8).

Teve início no sábado, 1º de dezembro, durante a 6ª edição da Festa da Unidade, na Catedral Metropolitana, um evento por meio do qual se fomenta o que diz o lema episcopal do Arcebispo, Cardeal Orani Tempesta: “Para que todos sejam um”.

Ao final da Santa Missa, presidida por Dom Orani, foi lida a todos os fiéis a carta do Papa Francisco.

Na missiva, o Pontífice sublinhou que Deus “acompanha-nos ao longo das estradas por vezes poeirentas da nossa vida e, sabendo da nossa pungente nostalgia de amor e felicidade, chama-nos à alegria, que se encontra somente no dom de nós mesmos aos outros”.

Em seguida, o Santo Padre fez referência ainda às palavras ditas aos jovens “durante a minha inesquecível visita à Cidade Maravilhosa em 2013”, por ocasião da Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

Naquela ocasião, em discurso aos voluntários da JMJ, Francisco exortou os jovens a refletir sobre sua vocação, dizendo que “Deus chama para escolhas definitivas, Ele tem um projeto para cada um: descobri-lo, responder à própria vocação é caminhar para a realização feliz de si mesmo”.

“Alguns são chamados a se santificar constituindo uma família através do sacramento do Matrimônio. (…) o Senhor chama alguns ao sacerdócio, a se doar a Ele de modo mais total, para amar a todos com o coração do Bom Pastor. A outros, chama para servir os demais na vida religiosa: nos mosteiros, dedicando-se à oração pelo bem do mundo, nos vários setores do apostolado, gastando-se por todos, especialmente os mais necessitados”.

“Queridos jovens – acrescentou o Santo Padre naquela ocasião –, talvez algum de vocês ainda não veja claramente o que fazer da sua vida. Peça isso ao Senhor; Ele lhe fará entender o caminho (…): Senhor, o que quereis que eu faça, que caminho devo seguir?”.

Por fim, o Papa Francisco concluiu sua carta à Arquidiocese do Rio de Janeiro depositando “aos pés de Nossa Senhora Aparecida os votos de que esse Ano Vocacional seja muito fecundo”. Além disso, enviou sua bênção apostólica à toda a Arquidiocese, pedindo a todos que não deixem de rezar por ele.

Via Aci Digital

Newsletter

Cadastre-se para receber as notícias do Santuário!