Sem categoria › 18/10/2013

Quinto Dia

eucaristiaMaria, Saúde dos enfermos

Oração deste dia:

Oh!Santíssima Virgem Maria, Saúde dos enfermos e consoladora dos aflitos!, Que movida pelo rogo dos pastorzinhos, fizestes curas em vossas aparições em Fátima, e haveis convertido este lugar, santificado por vossa presença, em oficina de vossas misericórdias maternais em favor de todos os aflitos.

A vosso Coração maternal acudimos cheios de filial confiança, mostrando as enfermidades de nossas almas e as aflições e dolências todas de nossa vida.

Deixai sobre elas uma olhada de compaixão e que possas remedia-las com a ternura de vossas mãos, para que assim possamos servir-vos e amar-vos com todo nosso Coração e com todo nosso ser.

Meditar e rezar a oração final para todos os dias:

“Apelo à participação na EUCARISTIA”

Na segunda Aparição, o Anjo do SENHOR trouxe um Cálice e uma Hóstia e deu comunhão ao Francisco, a Jacinta e a Lucia, dizendo: “Tomai e bebei o Corpo e o Sangue de JESUS CRISTO, horrivelmente ultrajado pelos homens ingratos. Reparai os seus crimes e consolai o vosso DEUS”.

Este apelo, que a Mensagem nos dirige, está bem explícito no Evangelho, mas é mal compreendido por muitas pessoas, porque é esquecido, posto a parte e abandonado, e ainda, o que causa mais tristeza além de ser deplorável, é ver o Corpo de DEUS ser “horrivelmente ultrajado”; a Sagrada Comunhão, é recebida sem que haja uma responsável e correta preparação por um grande número de fieis. Uma maioria de pessoas entram na fila para comungar seguindo um impulso, ou acompanhando os demais, sem uma honesta exigência do seu espírito, porque também se encontra num “estado de graça deformado”, frio e manchado, sem um honesto e sincero arrependimento dos pecados cometidos, mesmo dos veniais. Este procedimento não é aconselhável, porque além de ser um sacrilégio, enfraquece a fé e abre um perigoso espaço para as investidas de satanás.

Quando JESUS manifestou o Seu intento de ficar conosco na Eucaristia, para ser o nosso alimento espiritual, a nossa força e a nossa vida, os fariseus se escandalizaram e não acreditaram. Mas o SENHOR insistiu: “EU sou o pão da vida”… “Se alguém comer deste pão viverá eternamente; e o pão que darei é a Minha Carne para a vida do mundo”… “Se não comerdes a Carne do FILHO DO HOMEM e não beberdes o Seu Sangue, não terá a vida em vós”. (Jo 6,48-51.53-54)

Fica evidente, que se não nos alimentarmos da Sagrada Comunhão, não teremos a vida da graça, a vida sobrenatural, que nasce da nossa união com CRISTO, através da Sagrada Eucaristia. Então, participar das Santas Missas aos domingos e feridos de preceito, preparando-nos dignamente para receber JESUS Sacramentado, além de ser um procedimento e dever do cristão fiel, é uma demonstração de amor filial, que jamais será esquecida pela imensidão da misericórdia de DEUS.

Newsletter

Cadastre-se para receber as notícias do Santuário!