Notícias › 15/05/2020

Comissão Especial para a Amazônia prepara Campanha “A Amazônia precisa de Você”

reuniao-comissao-amazonia-capa-1200x762-c

A Comissão Episcopal Especial para a Amazônia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) realizou reunião virtual na manhã desta quinta-feira, 14 de maio. Durante a videoconferência, analisaram a conjuntura da região e debateram iniciativas, como a campanha “A Amazônia precisa de você”, que será lançada no próximo dia 18.

Esta é a segunda reunião realizada pela comissão com os novos membros: dom Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus (AM); dom José Ionilton, bispo da prelazia de Itacoatiara (AM), e dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo da prelazia do Marajó (PA). Antes de acrescentar os novos integrantes, a Comissão para a Amazônia era composta pelo arcebispo emérito de São Paulo (SP), cardeal Cláudio Hummes, que preside o grupo; o arcebispo de Porto Velho (RO), dom Roque Palosch; e o bispo emérito do Xingu (PA), dom Erwin Kräutler.

Os bispos fizeram análise de conjuntura, principalmente diante da devastação porque passa a Amazônia, trataram a questão da pandemia de Covid-19 na região e como podem incidir nacional e internacionalmente diante das complicações que surgem a partir do novo desafio.

Como ação específica neste tempo de pandemia, será realizada a campanha “A Amazônia precisa de você”. Com lançamento marcado para a próxima segunda-feira, dia 18, pelas redes sociais, a iniciativa pretende mobilizar pessoas para a solidariedade diante da situação dos povos amazônicos. “A gente sabe que é um problema mundial, mas tem afetado muitos povos indígenas, ribeirinhos, quilombolas e isso tem preocupado muito a gente, porque estamos sem recursos nenhum, faltando EPIs para médicos, enfermeiros, as pessoas que estão circulando”, contextualizou irmã Maria Irene Lopes, assessora da Comissão e secretária executiva da Rede Eclesial Pan-Amazônica no Brasil (Repam-Brasil).

A mobilização deve envolver as Pontifícias Obras Missionárias e estará relacionada à iniciativa da CNBB e da Cáritas Brasileira “É Tempo de cuidar”, mas com a intenção de arrecadar recursos, “principalmente para as dioceses que estão muito necessitadas”, disse irmã Irene.

“Algumas situações precisam do dinheiro. Nós estamos com muitas cestas básicas paradas porque não tem combustível. Daí a necessidade de ter um recurso para que tudo o que está sendo arrecadado chegue ao seu destino”, partilhou.

Sensibilização

Além do número de casos de covid-19 e o consequente colapso nos sistemas de saúde da região, os bispos da Amazônia têm denunciado outras situações desafiadoras da região que têm se agravado nos últimos meses também em decorrência da pandemia, como verifica-se na nota divulgada no início deste mês.

“O coronavírus que nos assola agora e a crise socioambiental já fazem vislumbrar uma imensa tragédia humanitária causada por um colapso estrutural. Com a Amazônia cada vez mais arrasada, sucessivas pandemias ainda virão, piores do que esta que vivemos atualmente”, denunciaram os bispos e administradores apostólicos de todas as prelazias, dioceses e arquidioceses da Amazônia brasileira.

Leia a nota dos bispos da Amazônia na íntegra.

“A nossa nota teve repercussão bastante grande no Brasil e fora do Brasil. No Congresso Nacional, várias frentes aproveitaram da nota para fazer suas falas. A gente está recebendo solicitações da Áustria e de outros lugares para continuarmos intensificando, a partir da nota, essa incidência internacional. E continuar usando pontos da nota nas falas para continuar o grito de todos os bispos da Amazônia”, disse irmã Irene.

A iniciativa de sensibilização também pretende envolver atores sociais e eclesiais, além de diálogo com artistas, para “levar os gritos da Amazônia principalmente nas redes sociais, fazer eco do que está acontecendo na Amazônia”.

Via CNBB

Newsletter

Cadastre-se para receber as notícias do Santuário!